Sexta, 24 de novembro de 201724/11/2017
Parcialmente nublado
22º
22º
27º
Sao Roque Do Paraguacu - BA
Erro ao processar!
Banner topo - Ache Oferta
ESPORTES
Santos se impõe, vence o Corinthians e abala a confiança do rival
Em jogo equilibrado, Lucas Lima e Ricardo Oliveira comandam a vitória na Vila Belmiro
Carlos Cavalcante Salvador - BA
Postada em 10/09/2017 ás 23h42 - atualizada em 10/09/2017 ás 23h50
Santos se impõe, vence o Corinthians e abala a confiança do rival

Brasileirão

O Santos cumpriu o objetivo de se aproximar do líder ao vencer o Corinthians por 2 a 0 na Vila Belmiro neste domingo. A diferença entre os dois times ainda é grande, caiu de 12 para nove pontos, mas pode criar um novo cenário no Campeonato Brasileiro. Com os gols de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, o Santos se aproxima do Grêmio, vice-líder, e abala a confiança do time de Fabio Carille. Em quatro jogos no returno, o Corinthians já soma três derrotas, duas delas consecutivas.


A vitória do Santos não tem um efeito mais importante na tabela do Campeonato Brasileiro, pois o Grêmio perdeu seu jogo na rodada - 1 a 0 para o Vasco, em São Januário. Caso contrário, poderia ter se aproximado do Corinthians. A distância entre os dois permanece em sete pontos. O Santos entra na briga e soma 13 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro.










 

 

Rodrigo Gazzanel/Futura PressRodrigo Gazzanel/Futura Press



 

 







Santos se impõe, vence o Corinthians e abala a confiança do rival


Em jogo equilibrado, Lucas Lima e Ricardo Oliveira comandam a vitória na Vila Belmiro

















Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo


10 Setembro 2017 | 18h02




O Santos cumpriu o objetivo de se aproximar do líder ao vencer o Corinthians por 2 a 0 na Vila Belmiro neste domingo. A diferença entre os dois times ainda é grande, caiu de 12 para nove pontos, mas pode criar um novo cenário no Campeonato Brasileiro. Com os gols de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, o Santos se aproxima do Grêmio, vice-líder, e abala a confiança do time de Fabio Carille. Em quatro jogos no returno, o Corinthians já soma três derrotas, duas delas consecutivas.


A vitória do Santos não tem um efeito mais importante na tabela do Campeonato Brasileiro, pois o Grêmio perdeu seu jogo na rodada - 1 a 0 para o Vasco, em São Januário. Caso contrário, poderia ter se aproximado do Corinthians. A distância entre os dois permanece em sete pontos. O Santos entra na briga e soma 13 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro.


 



Lucas Lima abriu o caminho da vitória do Santos sobre o Corinthians
Lucas Lima abriu o caminho da vitória do Santos sobre o Corinthians Foto: Rodrigo Gazzanel/Futura Press



 

O desenho tático esboçado nos treinamentos ao longo da semana foi confirmado nos primeiros minutos de jogo. O Santos se propôs a manter a posse de bola e acelerar as jogadas. Para marcar, a estratégia era pressionar desde o início da jogada, ainda quando os zagueiros dominam. O caminho também estava traçado: aproveitar o lado esquerdo onde Marciel jogava improvisado no lugar de Arana.


O Corinthians se colocou no papel sempre eficiente de esperar o erro do adversário para o contra-ataque. Aquela estratégia conhecida e eficiente que o transformou em um visitante letal com oito vitórias e dois empates fora de casa.


O Santos foi mais objetivo em seu estratégia. Ao longo do primeiro tempo, o time exigiu pelo menos duas boas defesas de Cássio. Após escanteio aos 7 minutos, Ricardo Oliveira desviou e Cássio espalmou. Aos 42, o grande momento do goleiro. Na pequena área, o atacante Ricardo Oliveira finalizou sozinho, mas em cima do goleiro corintiano. O tempo espaçado entre as jogadas de relevo - uma aos sete minutos e outra só aos 30 - indica que a temperatura do jogo não foi elevada. Muitos toques laterais, muita marcação, poucas chances reais. Os dois timese conseguiram neutralizar as armas do rival.


É possível especular uma explicação para essa espécie de apatia corintiana: os longos períodos sem jogos quebram o ritmo do Corinthians. No intervalo anterior, com o adiamento da partida contra a Chapecoense, entre o primeiro e o segundo turnos, o time voltou a atuar depois de duas semanas e perdeu uma invencibilidade de cinco meses quando foi derrotado para o Vitória dentro de casa. Ontem, após duas semanas só de treinos por causa das Eliminatórias, a equipe voltou desligada. Essa falta de ritmo ficou explícita em lances que o time não costuma desperdiçar. Na metade do primeiro tempo, por exemplo, o time armou um contra-ataque com seis jogadores contra quatro santistas, mas finalizou mal.  


O segundo tempo concentrou mais chances de gol nos primeiros minutos do que em toda a etapa inicial. Aos 4 minutos, Romero chuta forte, do meio da área, e Vanderlei faz grande defesa. Dois minutos depois, o volante Gabriel tirou a bola nos pés de Lucas Lima.


O jogo mais dinâmico permitiu a inversão de papéis dos times. Foi em um contra-ataque, a estratégia que o Corinthians havia chamado para si, que o Santos abriu o placar. Aos 12 minutos, Bruno Henrique, o jogador mais rápido do Campeonato Brasileiro, saiu do seu próprio campo, ganhou de Fagner e tocou na área. Lucas Lima fez seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro.


Novamente no contra-ataque, o Santos poderia ter ampliado com Ricardo Oliveira, mas a auxiliar Tatiane Barros apontou impedimento corretamente. O técnico Fabio Carille fez todas as alterações para modificar o panorama da partida, mas não conseguiu criar chances claras. Desorganizado, algo raro no torneio, o time deu espaços e permitiu que o Santos novamente usasse o contra-ataque. Aos 47, Lucas Lima lançou Bruno Henrique que tocou para Ricardo Oliveira. O Santos está vivo no Brasileirão.


FICHA TÉCNICA


Santos 2 x 0 Corinthians


Gols: Lucas Lima, aos 12 minutos do segundo tempo e Ricardo Oliveira aos 47 minutos do segundo tempo


SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique (Luiz Felipe) e Zeca; Renato, Alison (Leandro Donizete) e Lucas Lima; Copete (Thiago Ribeiro, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi


CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Marciel (Giovanni Augusto); Gabriel (Camacho), Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero (Clayson); Jô. Técnico: Fabio Carille.


Juiz: Raphael Claus (SP)


Cartões Amarelos: Lucas Veríssimo, Gabriel, Romero, Victor Ferraz, Marciel, Clayson e Fagner,


Público: 12567 pagantes.


Renda: R$ 649.350,00


Local: Vila Belmiro














FONTE: Super Notícias
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

Publicidade

Churrascaria
Facebook

Publicidade

Bahia (esportes)

Publicidade

Vitória (entretenimento)
Mais lidas do mês

Publicidade

FIEB
Enquete
Se as eleições presidenciais do Brasil fossem hoje, em quem você votaria?

Bolsonaro
36 votos - 44.4%

Lula
22 votos - 27.2%

João Dória
14 votos - 17.3%

Geraldo Alckmin
4 votos - 4.9%

Aécio Neves
2 votos - 2.5%

Marina Silva
1 voto - 1.2%

Michel Temer
1 voto - 1.2%

Ciro Gomes
1 voto - 1.2%

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium