Quinta, 14 de dezembro de 201714/12/2017
Parcialmente nublado
22º
26º
30º
Sao Roque Do Paraguacu - BA
Erro ao processar!
Banner topo - Ache Oferta
POLÍTICA
DEM prega diálogo e união em programa partidário: 'Hora de dar basta no radicalismo'
União e diálogo é o mote do programa partidário que o Democrata vai exibir na televisão
Carlos Cavalcante Salvador - BA
Postada em 19/10/2017 ás 19h13
DEM prega diálogo e união em programa partidário: 'Hora de dar basta no radicalismo'

DEM

União e diálogo é o mote do programa partidário que o Democratas vai exibir na televisão aberta nesta quinta-feira (19). Na peça de 10 minutos, o presidente do partido, senador José Agripino Maia (RN) avalia que o país está dividindo por causa de uma polarização que "ninguém aguenta mais" segundo informações do Bahia Notícias.


 É hora de dar basta no radicalismo e nas falsas narrativas que alimentam a discórdia. Precisamos buscar o consenso necessário para colocar o país no rumo certo", sugere o democrata, que aposta no "compromisso com o Brasil" para superar a crise. O discurso é semelhante ao de ACM Neto, único prefeito que aparece no vídeo.


 Neto não acredita em antagonismos, oposições, brigas e disputas como solução para a crise política do país. "A crise só pode ser superada com união. Acho que o caminho é o caminho do diálogo, da proximidade, da abertura para ouvir o cidadão e transformar ações de governo naquilo que é desejado", disse Neto, que aproveitou o espaço para exaltar obras que têm feito em Salvador. O raciocínio segue no discurso do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (RJ).


 Maia citou como consequências desse "diálogo" a aprovação de medidas que ele considera importantes para o país, como o teto de gastos, a reforma trabalhista e ajuda aos municípios e estados em crise. Também seria consequência dessa postura que o DEM diz defender a retomada da economia, como queda nos juros, redução na inflação e retomada dos empregos. Em nenhum momento é citado o nome do presidente Michel Temer, de quem o partido é aliado.


Nem mesmo quando o ministro da Educação, Mendonça Filho, fala sobre as perspectivas da pasta. Ao contrário, o democrata se atém a defender as mudanças no ensino médio e os investimentos no ensino fundamental, e a listar algums conquistas para o ensino superior, como repasse de 100% no custeio para as federais, recursos para Fies e Prouni. No programa também aparecem os deputados Efraim Filho, José Carlos Aleluia e Professora Dorinha, além do senador Ronaldo Caiado.

FONTE: O GLOBO
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
103

Publicidade

Churrascaria
Facebook

Publicidade

Farmácia São Roque

Publicidade

Vitória (entretenimento)
Mais lidas do mês

Publicidade

FIEB
Enquete
Se as eleições presidenciais do Brasil fossem hoje, em quem você votaria?

Bolsonaro
40 votos - 47.1%

Lula
22 votos - 25.9%

João Dória
14 votos - 16.5%

Geraldo Alckmin
4 votos - 4.7%

Aécio Neves
2 votos - 2.4%

Marina Silva
1 voto - 1.2%

Michel Temer
1 voto - 1.2%

Ciro Gomes
1 voto - 1.2%

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium